O SEU JORNAL DIGITAL


10 de fevereiro de 2016

PF quer novo inquérito para investigar sítio

A Polícia Federal quer abrir inquérito específico para tratar da suposta relação do sítio de Atibaia (SP) frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "com a empresa OAS e outras empresas e pessoas investigadas na Operação Lava Jato".
A informação está em ofício enviado ao juiz Sérgio Moro, responsável pela condução da Lava Jato. Moro, em resposta, afirmou que não tem "óbice" ao pedido, desde que o Ministério Público Federal aceite. A PF pediu que os documentos da OAS relativos ao assunto sejam enviados para o futuro inquérito, que tramitará em dependência a outro já aberto.
A Folha de S.Paulo havia divulgado, em novembro, que a PF investigava a propriedade rural que está registrada em nome de dois sócios de um dos filhos do ex-presidente, mas não que haveria um inquérito separado e específico sobre o sítio, medida agora tornada expressa pela polícia. No último dia 29, a Folha de S.Paulo revelou que a ex-dona de uma loja de materiais de construção e um prestador de serviços em Atibaia afirmaram que a construtora Odebrecht realizou a maior parte das obras de reforma do sítio.
O pedido da PF para um novo inquérito foi feito no decorrer de um inquérito aberto pela Lava Jato em 2 de julho de 2014 para investigar supostos crimes de peculato e lavagem de dinheiro prestados por dirigentes da OAS. Procurada na noite de terça-feira (9), a assessoria do Instituto Lula não havia dado uma resposta até as 21h.                                                                                                                        Fonte  Folha PE
Compartilhar:

Após caos no Carnaval do Recife Antigo, PM afirma que intensificará policiamento na região

Posicionamento ocorreu por meio de nota enviada à imprensa                                 o

Ruas do Recife Antigo foram tomadas pela violência
O 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), responsável pelo posicionamento no Bairro do Recife, afirmou em nota, assinada pelo Coronel Carlos D’Albuquerque, que vai intensificar as operações e abordagens nos principais acessos ao Recife Antigo e nos corredores da folia da região pelo resto do Carnaval. A declaração é resposta da PM aos relatos de confusão durante a festa na madrugada desta terça-feira (9) no Marco Zero.
Além de reafirmar o compromisso da PM com a segurança pública do Estado, a nota declara que 822 policiais militares estavam em serviço durante os shows no principal pólo da folia de Momo na capital pernambucana. "O episódio de tumultos registrados em algumas ruas do Recife Antigo, área central da Capital, não retrata o resultado operacional do emprego dos policiais militares na região e a tranquilidade que ocupava foliões e comerciantes.” Diz a nota. 
Os episódios de confusão no Carnaval da cidade foram relatados por internautas em suas redes sociais, afirmando a ocorrência de assaltos, arrastões e muita desordem durante os shows da banda Jota Quest no pólo Marco Zero. Um folião chegou a classificar a situação da região como “uma noite de pandemônio”.
TÁXIS
A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) também se pronunciou sobre as declarações de ausência de carros durante a noite. Em nota, afirmou que estará reunindo esforços para aumentar a frota de táxis e, consequentemente, facilitar a mobilidade do público. “O Convênio Táxi Metropolitano foi assinado com sete municípios para elevar em até 50% a frota de táxis que irá operar no período carnavalesco. Estima-se que a frota passou de 6.125 veículos para cerca de 9 mil”, declara nota.
Além de informar que a quantidade de pessoas durante a noite interferiu na falta de táxis, a CTTU reforçou que existem cinco pontos provisórios na área central do Recife que vão funcionar até as 5h da manhã da quarta-feira. 
Compartilhar:

9 de fevereiro de 2016

Cobertura do Carnaval 2016 em Tamandaré-Pernambuco


Bloco Tubarão 20 anos, alegrando os fuliões, Organização vereador Carrapicho.Da concentração ao trio elétrico,acompanhe no Eudes Pe Noticias.
Compartilhar:

Segundo dia de desfiles em São Paulo tem modelo expulsa após tirar a roupa

Juliana Isen causou polêmica no desfile da Unidos do PEruche / Foto: Reprodução/TV Globo
Juliana Isen causou polêmica no desfile da Unidos do PErucheFoto: Reprodução/TV Globo
A empurrões e pontapés, a modelo Juliana Isen, musa do impeachment, foi expulsa do do desfile da Unidos do Peruche no Sambódromo sob o olhar do presidente da Liga, Serginho. Ela, que já tinha sido proibida de usar um tapa-sexo com o logo do "Fora Dilma", foi retirada da ala das passistas depois de ficar com os seios amostra em frente ao recuo da bateria.  
Juliana cabou expulsa do desfile a pontapés após tirar a roupa, em repúdio. "Me senti humilhada e estou saindo ferida. Vou processar essa escola." A Unidos do Peruche pode perder pontos em evolução e fantasia. O presidente da escola, Sidney de Moraes, justificou-se: "Ela não estava com a vestimenta legal. Nossos harmonias, cientes disso, e acabaram tirando (a integrante). Só que ela quis permanecer."
Juliana era a madrinha da ala das passistas. Foi o próprio Serginho que puxou ela pela cintura, pediu para abrir o portão que dá acesso a saída, até que um membro da escola a empurrou no chão e jogou o costeiro da fantasia sobre ela. A modelo  explicou que assim que chegou na escola foi abordada por um membro da Peruche que exigiu a retirada do tapa-sexo. Segundo ela, o adereço tinha sido acordado com a escola assim que ela foi chamada para desfilar pela agremiação. "Como não deixaram, fiz meu protesto por um País melhor deixado os seios a mostra." A escola pode perder pontos na apuração.
A Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo informou que aguarda o término do desfile para poder se manifestar sobre o ocorrido.
DESFILES - Além da passista agredida e expulsa do desfile, um integrante que caiu do carro e ficou gravemente ferido e até uma suposta agressão cometida pelo presidente de uma escola foram o cenário da segunda noite de desfiles do Grupo Especial do carnaval de São Paulo no Sambódromo do Anhembi, na zona norte. 
A X-9 Paulistana precisou tirar o segundo carro da avenida após a queda de um integrante, de uma altura de sete metros. Ele foi socorrido por uma ambulância. Além disso, a escola teve outros problemas com as alegorias no desfile - uma foi retirada após falha no eixo. 
A Vai-Vai fez um desfile elegante, cheio de referências histórias, fantasias luxuosas e alegorias vibrantes. A escola também brincou com os sentidos do público e teve um carro alegórico que cruzou a avenida borrifando perfume. A bateria, que vestia as cores da bandeira da França, ousou ao fazer uma coreografia que misturava dança e corrida para entrar no recuo. "Estamos sendo homenageados pela melhor escola de São Paulo. É uma honra e um prazer", disse o cônsul da França em São Paulo, Damien Loras.
Uma suposta agressão cometida pelo presidente da Vai-Vai, Darly Silva, o Neguitão, está sendo apurada, segundo a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo. Se confirmada, a agremiação pode perder três pontos. A assessoria da escola informou que não tem um posicionamento sobre o caso. 
Para explorar o universo dos mistérios, a Império de Casa Verde apostou em um desfile visual, com fantasias trabalhadas e carros luxuosos. Já a Acadêmicos do Tucuruvi trouxe a religião no Brasil. O segundo carro fez homenagem a Iemanjá, com 30 mulheres girando seus vestidos de filhas de santo.
A Dragões da Real apostou nos presentes como tema do enredo. Para abordá-lo, ninguém menos do que o Papai Noel no abre-alas. A Mocidade teria feito um desfile de campeã se não fossem os buracos deixados nos últimos setores da escola, causados por um carro alegórico com problemas mecânicos.                                                                                           da Agência Estado
Compartilhar:

8 de fevereiro de 2016

Policial é preso após assaltar foliões no Sítio Histórico de Olinda


Suspeito atuava no Batalhão de Guarda da Corporação e não estava em serviço durante o roubo                                                                                                              BEPI/Divulgação
Durante os festejos do Carnaval de Olinda no último domingo (7), um policial foi preso enquanto assaltava os foliões na rua Treze de Maio, no Sítio Histórico, por volta das 16h30. Clécio Luiz de Almeida Silva Filho foi reconhecido pelas vítimas, detido pelos PMs e encaminhado para o Centro de Reeducação da Polícia Militar (CREED), em Abreu e Lima. O suspeito, que atuava no Batalhão de Guarda da Corporação (BPGd) e não estava em serviço durante o ato, portava uma arma de fogo e três aparelhos celulares roubados.
O coronel Carlos D’Albuquerque, comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), afirma que o episódio causou repúdio e indignação a todos os Policiais Militares de Pernambuco.
Confira nota da PMPE sobre o assunto.
O comando geral da PM reconhece que o fato é grave e tem que ser apurado com rigor, através da abertura do devido Inquérito Policial Militar, que será instaurado pelo BPGd, na próxima quinta-feira (11), podendo levar o PM à exclusão das fileiras da Corporação. O comando geral reafirma, ainda, o compromisso da PMPE com a segurança pública, enaltecendo a ação dos PMs da CIATUR e do BEPI que, com a prisão do soldado, demonstraram o sentimento de repúdio de todos os policiais militares com os fatos que envolveu o PM em notícia crime, quando deveria, assim como todos os outros, estar atuando em defesa da sociedade Pernambucana”, diz nota.
Fonte Folha PE
Compartilhar:

Terça de Carnaval promete ser de sol na RMR

Mon Feb 08 14:50:00 BRT 2016 - Do FolhaPE
Paullo Allmeida/Arquivo Folha
Atualizada às 20h
Para quem pensa em fugir do Carnaval e ir à praia na terça (9), a expectativa é de um dia de sol. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o Grande Recife deve registrar temperatura máxima de 33ºC e mínima de 22ºC, com clima parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada nas primeiras horas da manhã e noite com intensidade fraca.
Trechos impróprios
Se você vai aproveitar o Carnaval dando um pulo nas praias de Pernambuco, a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) divulgou quais estão impróprias para banho, entre elas, trechos em Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes e Sirinhaém. O órgão disponibiliza, semanalmente, a lista. A divulgada, na última sexta-feira (5), vale até 11 de fevereiro.
Segunda
A segunda-feira (8) de Carnaval foi de muito calor no Estado. Muitos foliões aproveitaram o clima para dar um pulo nas praias da Região Metropolitana do Recife (RMR). Em Boa Viagem e no Pina, as areias foram tomadas por pessoas praticando esportes, curtindo o dia com os amigos e colocando o bronzeado em dia.
Compartilhar:

Último dia de carnaval com várias atrações para o folião em Recife e Olinda

O último dia de folia nas ladeiras da Cidade Histórica de Olinda começará às 10h com o desfile da Escola de Samba D’Breck, que agitará o Largo do Bonfim, no Carmo. Às 11h o tradicional Encontro dos Bonecos Gigantes movimentará o Largo do Guadalupe.
O tradicional bloco Eu Acho é Pouco, sairá às 17h, na Praça dos Milagres, bairro do Varadouro. Além dele, outras 21 atrações desfilarão nas ladeiras de Olinda” na terça-feira que encerra o período de carnaval.
Já no Recife, serão 69 atrações em diversos polos cidade, seja no centro ou no subúrbio. No Marco Zero, a festa no palco começa às 21h com a Orquestra do Maestro Edson Rodrigues tendo em seguida, às 22h, Geraldinho Lins misturando frevo e forró no Carnaval pernambucano. André Rio e Benil entram no palco às 23h40, seguidos de Alceu Valença (1h) e Elba Ramalho (2h20).
Logo após, o Orquestrão e do Arrastão do Frevo continuam a programação dos quatro dias de folia na capital pernambucana. Às 4h, já na Quarta-feira de Cinzas (10), uma orquestra irá ser atração juntamente com as passistas da Cia do Frevo do Recife.
Para fechar, o Arrastão que faz um circuito no Bairro do Recife às 5h. O percurso envolverá a Avenida Marquês de Olinda, Rua Maria César, Rua da Guia, Praça do Arsenal, Rua do Bom Jesus, Avenida Rio Branco e Marco Zero. O Clube de Boneco Tadeu no Frevo, Clube Boneco de Seu Malaquias e Clube de Alegorias e Críticas Homem da Meia Noite, acompanharão, fechando o Carnaval do Recife.
Compartilhar:

Som das alfaias dos maracatus tomam conta da Noite dos Tambores Silenciosos nesta segunda

 A 56ª edição da Noite dos Tambores Silenciosos ocorre no Pátio do Terço, na Área Central do Recife, a partir das 20h desta segunda-feira (8). A festa reverencia os antepassados negros que padeceram no período da escravidão no País. Não por acaso, o encontro das nações é realizado no espaço em que ocorria o comércio de escravos. O lugar também foi palco dos primeiros terreiros nagô de candomblé no Estado.
A celebração reúne as Nações de Maracatu de Baque Virado. Como é tradição, as alfaias silenciam à meia-noite e as luzes se apagam. O momento lembra todos que morreram na luta contra este triste capítulo da história da humanidade.                                                                              Fonte Folha PE
Compartilhar:

Confira a programação desta segunda em Olinda

Confira a programação desta segunda em Olinda                                                                     Olinda receberá mais de 14 blocos nesta segunda-feira de Carnaval (8). A programação começa logo cedo. Às 9h, O Eu Acho É Pouquinho sai da Praça Laura Nigro. No mesmo horário, acontece a Apoteose dos Bonecos Gigantes. No Polo Infantil de Olinda, terá Alafim Mimi.

Ao longo do dia, sairão os blocos Encontro De Maracatus De Baque Solto, Mulher Na Vara, Bloco Minhocão, Pitombeira dos Quatro Cantos, entre outros. Em relação aos polos, a programação da segunda acontecerá em sete, com destaque ao Polo Infantil De Olinda, que fica na Praça do Carmo, e terá programação até as 17h.
Compartilhar:

Alceu Valença é a grande atração da segunda de Carnaval em Paulista

  A segunda-feira de Carnaval é um dia muito aguardado pelos moradores de Paulista, em especial, os foliões de Maranguape II que aguardam ansiosos pelo desfile do bloco “Cavalo Branco”. A concentração acontece na Rua 78, às 14h, e percorre as principais vias do bairro. Este ano, o bloco terá três trios elétricos com grandes atrações, entre elas, o cantor Alceu Valença. Também se apresentam as bandas Ynove e Beleza Pura.

            Além disso, diversas agremiações carnavalescas desfilam pelas ruas da cidade, como os blocos “Os Linguarudos”, às 10h, no Engenho Maranguape; “As Krataias”, às 11h, em Pau Amarelo; Paranóia, às 16h, em Jardim Paulista, “Serralheiro”, às 19h, em Maranguape II, entre outros. Neste ano, a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura apoia mais de 120 atrações da terra.
            No polo de Pau Amarelo, a festa começa, às 17h, com o batuque do grupo “Maracatu Plugado”, e, às 22h, com a animação do “Seu Rosa”. A programação do Carnaval do Paulista conta com a parceria do Governo do Estado, através da Empetur e Fundarpe. Confira a programação completa desta segunda-feira:
Compartilhar:

1 de fevereiro de 2016

Sport volta a cair diante do Salgueiro no Sertão


O Sport voltou a sentir a pressão de encarar o Salgueiro no Cornélio de Barros. Algoz do Leão no ano passado, o Carcará, vice-campeão do último Campeonato Pernambucano, fez valer o seu mando de campo e estreou no Estadual com vitória sobre os rubro-negros por 1×0, nesta tarde. Cássio Ortega marcou o gol solitário da partida, responsável por decretar a vitória dos donos da casa, em mais uma exibição digna do único time do Sertão no hexagonal do título.
Mal tinha começado o jogo e o Salgueiro já quis mostrar que não virou uma das forças do futebol local por acaso. Logo nos primeiros minutos, Moreilândia levou perigo com um chute de longe. O Carcará seguiu em cima e com apenas 12 minutos de bola rolando, os donos da casa abriram o marcador. Marcos Tamandaré cruzou baixo pela direita. A bola atravessou a área do Sport e ninguém interveio. Assim, Cássio Ortega apareceu no segundo pau para estufar as redes.
Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife                                                                                        
Depois de conseguir a vantagem, poderia se esperar, então, que o Salgueiro recuasse. Ledo engano. O Carcará não diminuiu o ritmo e seguiu marcando na saída de bola e apresentando a correria de sempre. O Sport, por outro lado, criava poucas chances de gol. Em uma delas, Túlio de Melo cabeceou para fora. Quando o Carcará chegava, era com perigo. Rodolfo Potiguar roubou bola de Rithely no meio e mandou uma bomba de média distância. Bola para fora e alívio rubro-negro.
E se não fossem as boas intervenções da defesa leonina, os mandantes teriam esticado a vantagem. Ainda no primeiro tempo, já no final, o Salgueiro voltou a assustar os visitantes. Jefersom Berger fez bonita jogada, ao matar uma bola no peito e mandar de primeira, mas o arremate saiu pela linha de fundo. Nos acréscimos, Moreilândia voltou a bater de fora da área, mas, novamente, a bola foi pela linha de fundo, no último lance da etapa inicial.
No segundo tempo, o Sport voltou, definitivamente, mais ligado. O Leão se lançou à frente e passou a criar mais oportunidades que o oponente. Em uma cobrança de falta ensaiada, Túlio de Melo bateu rasteiro, a bola desviou no meio do caminho e Luciano salvou o que seria o gol rubro-negro com o pé. O goleiro do Carcará mostrou novamente porque é um dos ídolos da torcida. Em cruzamento de Mark González, Túlio de Melo cabeceou forte e o arqueiro praticou bela defesa, garantindo a vitória dos donos da casa.
FICHA DO JOGO
1 SALGUEIRO
Luciano; Marcos Tamandaré, Rogério, Ranieri e Daniel; Moreilândia, Rodolfo Potiguar e Cássio Ortega (Lucas Piauí); Jefersom Berger (Jaildo), Anderson Lessa (Toty) e Piauí. Técnico: Sérgio China
0 SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier (Wallace), Durval, Matheus Ferraz e Renê; Rithely, Serginho (Luiz Antônio), Maicon, Mark González e Everton Felipe (Fábio); Túlio de Melo. Técnico: Paulo Roberto Falcão
Local: Estádio Cornélio de Barros (Salgueiro)
Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Elan Vieira de Souza
Gols: Cássio Ortega, aos 12 minutos
Cartões amarelos: Rogério, Cássio Ortega (Salgueiro), Renê (Sport)
Renda: não divulgada. Público: 3.081                                                                                                           Fonte Folha PE
Compartilhar:

Delatores apontam cinco novas contas de Cunha no exterior



Dois delatores da Operação Lava Jato contaram à Procuradoria-Geral da República que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebia propina em outras cinco novas contas no exterior. Até o momento, quatro haviam sido identificadas pelos investigadores fora do país.
De acordo com os empresários Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Junior, da Carioca Engenharia, as transferências foram feitas em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS para o projeto do Porto Maravilha, no Rio, em que a empreiteira teve concessão em consórcio com a Odebrecht e a OAS. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
A eventual confirmação desses dados elevará para nove o número de contas não declaradas no exterior sob controle do presidente da Câmara, que enfrenta processo de cassação no Conselho de Ética, denúncia criminal e pedido de afastamento no Supremo Tribunal Federal. Todos esses processos estão relacionados às suspeitas de envolvimento de Cunha no esquema de corrupção da Petrobras, apurado pela Operação Lava Jato. Ele nega participação em irregularidades.
A Folha teve acesso à tabela de transferências bancárias no exterior entregue pelos empresários no acordo de delação premiada que firmaram com a PGR. Segundo eles, a liberação dos recursos pretendidos pela Carioca Engenharia era feita por influência do aliado de Cunha Fábio Cleto, que ocupou uma vice-presidência da Caixa Econômica Federal e também o conselho do fundo de investimento do FGTS.
De acordo com os delatores, as transferências a Cunha somaram US$ 3,9 milhões entre 2011 e 2014, saindo de contas na Suíça dos dois empresários para cinco contas no exterior que eles afirmam terem sido indicadas pelo próprio Cunha. “Todos os pagamentos feitos a Eduardo Cunha foram no exterior”, informaram.
O presidente da Câmara afirmou à Folha que não recebeu valores nem teve participação no esquema apontado pelos empresários. “Desminto qualquer repasse de valores e qualquer participação naquilo que ele supostamente falou de relação com qualquer das contas”, declarou o peemedebista. Fábio Cleto não foi localizado e a Carioca Engenharia preferiu não comentar a denúncia.
Compartilhar:

31 de janeiro de 2016

Partidos cobiçam posição do vice de Geraldo

#eudespenoticias
Vaga de Luciano é desejada por vários, inclusive PMDB
 A chegada do ano eleitoral faz crescer as especulações sobre as movimentações e os projetos das lideranças do Estado. E uma vaga que começa a ser cobiçada na Frente Popular é a vice do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), ocupada por Luciano Siqueira (PCdoB). Com o crescimento da base aliada do PSB, novas legendas foram incorporadas ao projeto, o que gera especulações de uma mudança na acomodação dos parceiros governistas. Mas o prefeito Geraldo Julio evita antecipar o debate.

“Não há nenhuma discussão sobre a formação de chapa. Estou muito satisfeito com Luciano“, disse ontem Geraldo. Seus aliados não pensam assim. Um dos partidos que começa a esticar o olho na vaga é o PMDB. Uma ala da legenda começa a defender a composição como forma de unir Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Geraldo. “Vamos lutar pela indicação, mas a discussão ainda não foi aberta e é preciso diálogo”, afirmou um peemedebista em reserva. Mas a palavra final nas negociações seria do próprio Jarbas. Os nomes do secretário da Juventude, Jayme Asfora, e do ex-presidente da OAB, Pedro Henrique Alves, que poderia se filiar ao partido até abril, são especulados.

Outra legenda no páreo é o PSDB. O vereador Wanderson Florêncio (PSDB) chegou a defender, publicamente, o nome da secretária de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, Aline Mariano (PSDB), para fazer dobradinha com o socialista. A avaliação é que contemplar o partido na chapa poderia ajudar a tirar o deputado federal e pré-candidato à PCR, Daniel Coelho (PSDB), do caminho. Apesar de considerar natural a lembrança do seu nome, Aline relata que o debate ainda não foi aberto e que sua única certeza é a disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores.
“É natural que se tenha lembrado do meu nome por ter sido vereadora do Recife, estou no segundo mandato e fui a deputada estadual mais votada do PSDB no Recife. Mas esse tipo de decisão não depende nem do prefeito nem do partido, mas de uma conjuntura muito mais ampla e não seria de bom tom. Tenho muito apreço por Luciano”, destacou Aline.

Parte do PSDB acredita que ocupar a vice exporia ainda mais Daniel. O ambiente conturbado de disputa interna do Recife seria outro problema na indicação de um nome de consenso. 
O PSD, por sua vez, aposta que as complicações entre PMDB e PSDB podem acabar favorecendo a legenda. “O PSD poderia ser um tercius e ficar com a vaga. Tudo depende se vai haver confronto entre os outros”, revela uma fonte da sigla.

Na PCR é forte a tese que o melhor é não abrir o debate agora, pois deflagraria uma disputa interna de aliados, podendo causar desgaste à reeleição de Geraldo. As negociações, segundo socialistas, só devem ser iniciadas em maio.

Apesar das movimentações, os comunistas preferem a cautela. No entanto, Siqueira avisa que, embora não se possa tolher as candidaturas, o PCdoB está atento a todas as movimentações. “Observamos com muita atenção os gestos de todos os aliados. Tudo conta”, declarou o vice. 

No partido, o discurso sobre o assunto é quase um mantra: “Ocupamos a vice e duas secretarias, nada foi discutido conosco, quando houver fatos concretos debateremos”. O vice-prefeito disse que Recife e Olinda possuem influência mútua, mas as eleições nestes municípios não se comunicam. “Nunca a pré-candidatura do PSB em Olinda (com Antônio Campos) nos perturbou”, ponderou Siqueira. Um comunista que não quis se identificar, afirmou que, embora os partidos sejam “aliados privilegiados”, não está havendo diálogo. Além de Siqueira, outros dois comunistas ocupam pastas na PCR: Cida Pedrosa (Meio Ambiente) e George Braga (Esportes).                                                         Fonte Folha PE
Compartilhar:

Lula: “Alckmin deve explicar desvios na merenda e no metrô”


Alvo de críticas de Alckmin, ex-presidente Lula falou sobre denúncias contra tucanos (Foto:Divulgação)                                                                                                                                                                   #eudespenoticias
Do Congresso em Foco
O ex-presidente Lula rebateu neste sábado as críticas direcionadas a ele pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). “O Lula é o Partido dos Trabalhadores. O Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção, sem compromisso com as questões de natureza ética, sem limites”, declarou Alckmin nesta manhã. Por meio de nota divulgada pelo Instituto Lula, o ex-presidente cobrou do tucano que se explique sobre as denúncias de corrupção em seu governo, como as suspeitas de desvio no metrô e na merenda escolar, além da violência da polícia paulista contra estudantes.
“Seria mais proveitoso para a população de São Paulo se a imprensa perguntasse e o governador explicasse os desvios nas obras do metrô e na merenda escolar, a violência contra os estudantes e os números maquiados de homicídios no estado, ao invés de tentar desviar a atenção para um apartamento que não é e nunca foi de Lula”, disse o instituto, em nota.
No mesmo comunicado, a assessoria de Lula reiterou que ele nunca foi proprietário do apartamento triplex no Guarujá que virou alvo de investigação do Ministério Público (MP-SP) e da Operação Lava Jato. O petista e sua esposa, Marisa Letícia, vão depor ao Ministério Público sobre o caso.
Pela manhã, durante a entrega de novos veículos para as polícias Civil e Militar de São Paulo, Alckmin disse que é “triste” o atual momento do ex-presidente. “É muito triste o que nós estamos vendo, e o que a sociedade espera é que seja apurado com rigor e que se faça justiça”, declarou.
O presidente do PT, Rui Falcão, também criticou o governador paulista no Twitter. “Em vez de atacar Lula, o Alckmin deveria cuidar do governo dele, que tira comida da boca das crianças”, escreveu Falcão, em alusão à denúncia de um esquema milionário de desvios de recursos da merenda escolar das crianças para o financiamento de campanhas eleitorais do PSDB.
O presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez, o ex-chefe de gabinete da Casa Civil de Alckmin Luiz Roberto dos Santos, conhecido como “Moita”, o secretário de Transportes, Duarte Nogueira,todos tucanos, estão entre os citados pelo empresário Cássio Chebabi, delator do esquema.                                         Fonte Folha PE
Compartilhar:

Ponte que dá acesso ao Classic Hall cede e causa alvoroço na entrada do Baile Municipal

Várias pessoas, entre elas, mulheres idosas e grávidas, foram pisoteadas no momento do tumulto                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      #eudespenoticias
Um# incidente assustou os foliões que chegavam para o Baile Municipal, que ocorre na noite deste sábado (30), no Classic Hall. A ponte que cruza o lago localizado em frente à casa de shows cedeu ao meio, causando uma correria. Havia várias pessoas passando, três ficaram presas no ponto onde houve a ruptura e foram resgatados pelo grupamento de bombeiros civis que atende ao evento. O empresário Fabiano Cunha, de 41 anos, sofreu um deslocamento no ombro. Já os estudantes Renato Ferreira, 28, e Bárbara Vieira, 22, distribuíam panfletos sobre a ponte e relatam que esta balançava o tempo todo. Segundo eles, mulheres idosas e grávidas foram pisoteadas no momento do tumulto. Ambos culpam a organização do evento e casa de shows por não terem intervido no uso do equipamento. Uma mulher identificada como Ivalda Barros, de 47 anos, precisou ser socorrida pelo Samu.

A queda da ponte ocorreu no momento em que o prefeito Geraldo Julio e sua comitiva chegava ao local.                                                                                                                                          Folha PE
Compartilhar:

Fazendo o caminho de volta: a nova classe média sucumbiu às incertezas da economia


Segundo análise do Bradesco, 6,3 milhões de brasileiros deixaram as classes A, B e C, desde 2014                                                                                                        
No fim de 2010, o consumo de bens e serviços somava R$ 2,1 trilhões em todo País, dos quais 41% estavam nas mãos de indivíduos recém-chegados à classe C, segundo dados do Data Popular. Em 2014, essa “nova classe média” começava a fazer o caminho de volta. Desemprego e inflação atingiram, em cheio, a renda e tiraram 6,3 milhões de brasileiros das classes A, B e C; e nas linhas abaixo da tabela, as D e E receberam 6,5 milhões de pessoas (somando os que retornaram a essa camada e o crescimento populacional), segundo análise do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do banco Bradesco.
Os números viram personagens e ganham nomes: Roberto Queiroz e Carolina Gomes estão no imenso grupo de profissionais que perderam seus empregos e tiveram que adequar seus hábitos à nova renda (ou à falta dela). Com 27 anos e desempregado desde 2014, Roberto é formado em Gestão em Recursos Humanos desde 2012, quando concluiu o curso em uma instituição particular, custeado com o salário que ganhava na época. “Eu também ajudava em casa, com as contas de luz, água, telefone e internet. Estava planejando uma pós-graduação e aulas de inglês, mas sem me recolocar no mercado, não tenho como pagar”, lamenta. Ele diz que já perdeu as contas de quantos currículos enviou e para quantas entrevistas foi em 2015. “Pedi dinheiro emprestado e fiz um curso de cálculo de folha de pagamento, mas isso ainda não reabriu as portas para mim. O mercado tem exigido experiência de analista e oferecido salários de auxiliar”.
Bruno Campos/Folha de Pernambuco
Carolina passou de dez salários para um terço disso
Em agosto do ano passado, depois de mais de quatro anos de trabalho, a engenheira Carolina Gomes perdeu o emprego em uma grande empreiteira do País e viu a renda mensal, de cerca de dez salários mínimos, ser reduzida a um terço. “A empresa não teve mais demanda de obras porque não conseguia financiamento. Eu morava em Goiás e precisei voltar para a casa dos meus pais, no Recife. Apesar da conjuntura, fui pega de surpresa, porque a demissão não teve nada a ver com desempenho profissional”, diz.
Carolina fez cálculos e, desde então, tem que se manter com o dinheiro da rescisão. A única oferta de emprego que recebeu pagava muito pouco, então ela optou por estudar para concursos públicos. “É muito difícil ter emprego num dia e, de uma hora para outra, perdê-lo. Estou em busca de estabilidade”, argumenta. Até lá, a estratégia financeira de Carolina é manter os gastos essenciais. Dos antigos hábitos, ela cortou serviços de manicure, academia e personal trainer e foi em busca de opções mais baratas de plano de saúde e maquiagens.
Na teoria
Segundo a análise dos economistas do Bradesco, dois fatores estão associados ao movimento das classes. De um lado, à medida que as pessoas perdem seus empregos, é grande a chance que desçam de classe social. Em geral, os indivíduos nesses grupos possuem qualificação mais baixa e, muitas vezes, estão envolvidos em atividades de trabalho mais informais e, por isso, menos estáveis. Do outro lado há os trabalhadores mais qualificados, mais especializados que, em geral, representam maior custo para demiti-los, já que as empresas possivelmente investiram em seu treinamento e necessitam dessa experiência para determinadas tarefas.
Bruno Campos/Folha de Pernambuco
“Eu não caí, eu despenquei de classe social”, conta Vanja
Foco no consumo foi o grande erro
Na casa de Vanja Moraes, quem tem pagado as contas é o filho, que ganha um salário mínimo. “Cortamos uso de ar-condicionado, ferro de passar roupa, chuveiro elétrico. O plano de saúde se foi para ‘nunca mais’”. Com o desemprego, Vanja desenvolveu depressão e quadro de síndrome do pânico. “Eu não caí, eu despenquei de classe social”, conta.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que, somente nas metrópoles brasileiras, a taxa média de desemprego chegou a 6,8%, e que a renda sofreu queda de 3,7% em 2015, na comparação a 2014, o primeiro recuo desde 2005. “Esse consumidor ‘desceu’ novamente porque esse crescimento não era sustentável. Na maioria dos casos, não houve uma mudança cultural, de se investir o ganho em capacitação profissional, por exemplo. O foco ficou no consumo”, comenta Karla Oliveira, mestra em Administração com ênfase em Comportamento do Consumidor.
O movimento observado entre 2004 e 2014, que acrescentou mais de 50 milhões de pessoas nas classes A, B e C, representou uma significativa inclusão social, segundo aponta estudo do Bradesco acerca do movimento de mudança de patamares sociais.
    E a esse movimento está diretamente ligada a expansão do consumo. Os financiamentos em alta, hoje, viraram dívidas com a perda do emprego e da renda. “Essa parcela da população não teve mais como arcar com financiamentos de longo prazo. Esses empregos que demandam menos qualificação são os primeiros a ser sacrificados”, diz Karla Oliveira.
    Bruno Campos/Folha de Pernambuco
    Marcelle, da Rishon, tenta mudar seu público-alvo
    Reinventar-se para segurar o consumidor
    Quando o consumo cai, as empresas tentem a aderir à estratégia de reduzir embalagens e preços para que seus antigos clientes tenham condições de continuar comprando. Esses antigos caminhos precisam ser repensados, porque além de os consumidores de menor poder aquisitivo serem instáveis, somente pensar em fluxo de caixa pode não ser a melhor opção. “No nosso segmento, a carga tributária é muito alta e o câmbio do dólar influencia muito, porque nossas matérias-primas são ‘dolarizadas’”, comenta a diretora da marca pernambucana de cosméticos Rishon, Marcelle Sultanum, que sempre teve foco no público C.
    Percebendo uma queda acentuada no consumo, a empresa mudou: buscou melhoria de serviços e de qualidade, reeditou embalagens, “recolocou” seus preços no mercado e trilha o caminho de criar mais proximidades com clientes de maior poder aquisitivo. “A classe B tem um melhor poder de consumo. Estou tentando fazer as pessoas de maior poder aquisitivo se interessarem pelo meu produto”.
    Marcelle diz, “com toda a convicção”, que a Rishon teve queda no faturamento entre 2014 e 2015. “Sabemos que quanto mais supérfluo, mais o produto sofre. O mercado de coloração capilar, por exemplo, caiu 15% em 2015”, argumenta.
    Um briefing com vários escritórios de design foi o primeiro passo para o reposicionamento da Rishon no mercado consumidor, que ainda está em processo. “Temos que concluir ainda o posicionamento, com a finalização dos estoques antigos. O produto carro-chefe desta mudança está bem aceito e atendendo ao que planejamos. Em maio teremos concluído essa transição”, diz a diretora.
    Oportunidade
    A readaptação é dura, segundo pontua Karla Oliveira, professora de pós-graduação em Marketing Estratégico e Vendas da Faculdade dos Guararapes. E reformular um negócio nesses moldes é usar estratagemas, como a redução da margem de lucro e facilitação da compra. “Uma loja de departamento que vende em dez vezes sem juros ou financia em 24 vezes ainda está tentando fazer essa antiga classe C comprar. O parcelamento é muito brasileiro porque a nossa economia é muito dependente de juros”, diz Karla. “Ter ‘aproveitado’ o poder de compra da classe C não foi um erro, o empresário dificilmente erra”, defende Karla. E ela afirma: é mais fácil subir que descer demais. “Além disso, eles são fiéis ao preço, não à marca. Essa falta de fidelidade deixa o empresário alerta”.
    Lula e Marisa
    Compartilhar:

    25 de janeiro de 2016

    No Cabo, prefeito alega crise, mas contrata som e palco no valor de R$ 682 mil


    diario
    Há cerca de dez dias o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia, exonerou secretários e Cargos Comissionados, sob a alegação de crise financeira.
    Mas parece que a crise não afetou tanto assim o município. Em nota enviada ao Blog de Jamildo, o presidente da Câmara do Cabo, Mário Anderson da Silva Barreto, conhecido como Bocão, criticou o prefeito por constar no Diário Oficial do município a publicação de um edital de licitação para contratar som e palco, no valor de 682 mil.
    Confira a íntegra da nota enviada ao Blog:
    Nobre Jornalista, chega a ser absurda a inversão de prioridades cometida pelo Prefeito Vado da Farmácia (sem partido).
    Há dez dias atrás, num ato de puro oportunismo e irresponsabilidade o Prefeito Vado exonerou todos os secretários e Cargos Comissionados, sob a alegação de crise financeira.
    No outro dia, renomeou todos os secretários, com exceção do Secretário de Finanças e, grande parte dos Comissionados foram chamados para se comprometer com dois pré candidatos a vereador de sua preferência, sendo um deles, o atual Secretário de Programas Sociais, Ronaldo Santos.
    Vendo a publicação no Diário Oficial deste sábado, 16.01.2016(ver foto), de um edital de licitação para contratar som e palco, no valor de 682 mil reais, para que o Secretário Ronaldo Santos faça festas, no intuito único de se promover, ver-se, claramente, que o gestor ou está brincando ou é um cínico.
    Como um Município, que segundo, o próprio Vado, está em crise e vai gastar uma quantia dessas com som é palco.
    É uma descarada inversão de prioridades. A Cidade encontra-se mergulhada no caos administrativo. Hospitais e postos médicos funcionam precariamente. O pagamento da empresa que recolhe o lixo está com três meses de atraso. A empresa que fornece merenda não paga a seus funcionários e não oferece merenda aos alunos porque também não recebe da Prefeitura.
    É lamentável o descompromisso e a desfarçatez do Prefeito que inverte as prioridades. A quem interessa essa contratação a não ser ao próprio prefeito e ao secretário Ronaldo Santos.
    Como diria Casoy: “isso é uma vergonha”.
    Mário Anderson da Silva Barreto, presidente da Câmara do Cabo.                                                                                                                                                                                                                                   Fonte  NE10

    Compartilhar:
    a
    Duas pessoas foram atropeladas por uma moto, no Centro de São Lourenço da Mata, na tarde desta segunda-feira (25). O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 15h55 para prestar socorro na avenida Doutor Francisco Correia, em frente à Loja Tropical.
    Uma mulher, de 44 anos, foi atingida e sofreu escoriações e ferimentos na face e trauma crânio encefálico (TCE) leve, com edema no rosto. Ela foi encaminhada, consciente e orientada, para o Hospital Getúlio Vargas. Já a outra vítima, de 32 anos e também do sexo feminino, sofreu escoriações na perna direita, no joelho e se queixada de dores na cabeça. Ela foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Lourenço.
    Recife
    No fim da manhã, um acidente envolvendo um carro e uma moto deixou uma vítima. A colisão aconteceu na rua Benfica, no bairro da Madalena, próximo ao supermercado Extra. O homem, de 21 anos, apresentou suspeita de luxação no ombro esquerdo e foi levado para o Hospital HapVida do Espinheiro.                                                                                                                    
    Compartilhar:

    Família procura por paradeiro de jovem desaparecida desde a última sexta-feira

    o
    Garota foi vista na última vez em Olinda, diz testemunhas
    A família da doméstica Karina Francisca Santos da Silva, 26 anos, desaparecida desde a manhã da última sexta-feira (22), está em busca de informações sobre o paradeiro da jovem. Ela saiu para trabalhar e não voltou mais para casa. Segundo testemunhas, Karina foi vista, nesta segunda (25), com uma mulher de cabelos loiros no bairro de Caixa D’água, em Olinda. Mas, de acordo com parentes, a falta de notícias precisas sobre o desaparecimento tem deixado a família ainda mais angustiada. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). A polícia investiga as denúncias e ainda não descartou a hipótese de sequestro.

    “Por volta das 8h40, ela saiu de casa para ir ao trabalho. Nesse deslocamento, não chegou ao destino final”, afirmou o delegado Mauro Cabral. Segundo ele, Karina não manteve mais contato com a família e houve alteração no padrão de comportamento. “O que me foi repassado é que ela sempre mantinha a família informada do que fazia. Até agora, não entrou em contato e está incomunicável”, declarou Cabral, acrescentando que já foram iniciadas as diligências de rua, além de ouvidas em sede de cartório. “Com base na coleta de dados, levantamos algumas informações e estamos com uma equipe na rua para buscar alguns elementos. Prefiro preservar o que conseguimos construir para não atrapalhar as investigações”, destacou o delegado.
    Ele ainda ressaltou que foram solicitadas as gravações de câmeras do local para verificar o que aconteceu durante o trajeto da jovem. O irmão de Karina, o fiscal de supermercado Gilberto Francisco, 33 anos, confirmou que a irmã tinha o costume de informar à família todos os passos. “Sempre se comunicava com a gente”, contou. A última conversa ao telefone foi com a mãe, que não quis dar entrevista. Gilberto comentou que, por volta das 7h30, Karina disse que estava tomando café para ir ao trabalho. “Minha mãe está muito nervosa, não consegue falar direito sobre o assunto. Mas nos contou que conversou com Karina logo cedo e não desconfiou de nada. Estava com a voz normal e bem feliz”, disse o irmão da jovem.                  #eudespenoticis
    Compartilhar:
    Postagens mais antigas → Página inicial

    Seguidores

    Total de visualizações