sábado, 20 de dezembro de 2014

Preso dizia ser representante da ONU para seduzir e enganar mulheres

Homem, que afirma ser jornalista e poliglota, teria lesado 3 vítimas em Goiás.
Detido com documentos falsos, em um dos casos, ele subtraiu R$ 30 mil.                                                                                            

Sílvio TúlioDo G1 GO
José Ricardo Silva Santos preso se dizia representante da ONU para enganar mulheres em Goiânia, Goiás (Foto: Sílvio Túlio/G1)José Ricardo disse que pegou dinheiro emprestado com as mulheres e ia pagá-las(Foto: Sílvio Túlio/G1)
Um homem de 49 anos foi preso em flagrante nesta sexta-feira (19) suspeito de ludibriar e se aproveitar dos bens de três mulheres entre 45 e 50 anos, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, José Ricardo Silva Santos se apresentava para as vítimas como jornalista rico, fluente em oito línguas e representante das Organizações das Nações Unidas (ONU) no Chile. A polícia acredita que todas as informações são mentirosas.
Ao ser apresentado, o suspeito negou os crimes. Ele admitiu que não tem nenhum cargo na ONU, mas não revelou o porquê da mentira. Ricardo alegou ainda que apenas pegou dinheiro emprestado com as mulheres. "Nunca iludi ninguém, namorava como qualquer um. Acho que elas me denunciaram porque eu fiz uso do dinheiro que elas me emprestaram. Fiquei de pagar, mas meus negócios não deram certo", disse, sem informar do que se tratava.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Baleada em academia nega relação extraconjugal: 'Justiça seja feita', diz

Mulher levou dois tiros em Manaus; três pessoas foram presas pelo crime.
Socialite teria encomendado assassinato por ciúmes de suposto amante.                                                                                          

Adneison Severiano e Camila HenriquesDo G1 AM
Denise Silva foi baleada ao sair de academia (Foto: Arquivo Pessoal)Denise Silva foi baleada ao sair de academia
(Foto: Arquivo Pessoal)
A universitária Denise Silva, de 34 anos, baleada em novembro deste ano em uma academia no Centro de Manaus, negou que tenha mantido relação extraconjugal com o suposto amante da socialite Marcelaine Santos Schumann, de 36 anos. Segundo a polícia, Marcelaine teria contratado um grupo de pessoas para matar Denise por ciúmes do homem. Na tarde de quinta-feira (18), a Justiça do Amazonas determinou a prisão preventiva da socialite. Nesta sexta (19), Denise afirmou que espera pela prisão da mulher. "Que seja feita a justiça, e que ela seja presa", disse em entrevista á Rádio Amazonas FM. Ao G1, a universitária disse que pretende mudar "totalmente" a rotina.
O crime ocorreu no dia 12 de novembro. Na ocasião, Rafael Leal dos Santos, de 25 anos, atirou duas vezes contra o carro de Denise. Dois tiros atingiram a nuca da vítima. Na quarta-feira a Polícia Civil prendeu Rafael e outras duas pessoas suspeitas de participação no crime. O grupo disse à polícia que foi contratado por Marcelaine para matar ou aleijar Denise. Conforme informações da polícia, a suposta mandante do crime fugiu para os Estados Unidos desde o dia em que Denise foi baleada.
Por telefone, Denise disse ao G1 que recebia ameaças de Marcelaine há seis meses. "Ela passou a infernizar a minha vida de forma infundada. Até então, eu não sabia quem era a Marcelaine. Tanto eu quanto meu marido pedíamos provas, e ela se esquivava. A partir daí, eu procurei saber quem era a mulher. Aí, passamos a não dar credibilidade. Ela dizia: a Denise está em tal lugar. O meu marido constatava que eu estava fazendo meus afazeres domésticos, ou seja, uma forma de intriga mesmo. Uma coisa louca, sem noção", afirmou.
Questionada sobre as suspeitas de que ela mantinha um relacionamento com um suposto amante de Marcelaine, Denise negou conhecer o homem antes das supostas ameaças da mulher. "Não conhecia, até então. Não tenho nenhum tipo de envolvimento mais próximo com ele. Não sou amante dele, como especulam", frisou.
A universitária, que atualmente reside em Manaus, destacou que pretende morar em outra cidade. "É a minha vontade, sim. O que eu pretendo é mudar de forma radical toda a minha rotina porque eu era seguida constantemente", disse.
Denise disse ainda que aguarda a prisão da suspeita. "Já está constatado que ela é uma louca, psicopata. Eu acredito que ela vai voltar [dos EUA]. Ela tem base fixa [mora] em Manaus, como todos sabem. Uma hora ela volta", enfatizou.
De acordo com a universitária, uma das balas que a atingiram permanece alojada na coluna cervical dela. "Estou refazendo todos os exames fora de Manaus, tendo a possibilidade de tirar esse corpo estranho de dentro de mim. Está tudo abalado. Para mim, isso parece mais um pesadelo. Uma história surreal", disse ao G1.
Três pessoas foram presas suspeitas do crime; mandante segue foragida (Foto: Diego Toledano/G1 AM)Três pessoas foram presas suspeitas do crime;
mandante segue foragida
(Foto: Diego Toledano/G1 AM)
Prisões
Três pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime. Rafael Leal do dos Santos, de 25 anos, conhecido como "Salsicha", é apontado como o atirador. Ele foi preso na tarde de quarta-feira na casa do avô na cidade de Anori, a 234 km de Manaus. Rafael teria recebido R$ 3.500 pelo crime. Após ser preso, ele teria confessado a tentativa de homicídio e apontado a participação de outras três pessoas no crime: Charles "Mac Donald" Lopes Castelo Branco, de 27 anos, que teria negociado o crime com a mandante, e Karen Arevalo Marques, de 22 anos, que intermediou o aluguel da arma usada no crime. Ela e Charles foram presos na Rua Miratinga, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.
Marcelaine fugiu para os EUA no dia do crime e é considerada foragida (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Marcelaine fugiu para os EUA no dia do crime e
é considerada foragida
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Foragida
A suposta mandante do crime é considerada foragida. A Justiça do Amazonas determinou, na tarde desta quinta-feira (18), a prisão preventiva da socialite Marcelaine Santos Schumann. A informação foi confirmada pelo delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, que comanda as investigações do caso. A polícia não explicou como deve ser cumprido o mandado de prisão da suspeita para não prejudicar a ação.
Conforme a delegada Geórgia Gomes, também da DEHS, a mandante premeditou o crime.  As duas mulheres seriam casadas e há suspeita de que elas seriam amantes de um mesmo homem. "Não está nada comprovado, até porque a Denise disse que não tinha nenhum envolvimento com o suposto namorado da mandante", afirmou Geórgia Gomes.
Entenda o caso
Denise foi baleada na manhã do dia 12 de Novembro deste ano no estacionamento de uma academia localizada na Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Manaus.
Após investigações, a Polícia Civil concluiu, por meio das câmeras de segurança do local, que Rafael visitou o local diversas vezes antes de cometer o crime.
Rafael disparou três vezes contra Denise. Dois tiros atingiram a universitária. Ela foi levada para o Hospital 28 de Agosto, e depois foi transferida para uma unidade de saúde particular da capital. A mulher recebeu alta dois dias após o crime.

Brasileiro passa mais tempo na internet do que vendo TV

O levantamento, que ouviu 18 mil pessoas e traçou um perfil do consumo de informações nas diferentes mídias                                                                                                  A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegando na internet do que na frente da TV. A informação está na Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, divulgada hoje (19) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

De acordo com a pesquisa, os brasileiros passam, em média, quatro horas e 59 minutos por dia usando a internet durante a semana e quatro horas e 24 minutos/dia nos fins de semana. Já a média de tempo assistindo à TV fica em quatro horas e 31 minutos/dia nos dias de semana e quatro horas e 14 minutos aos sábados e domingos.
"A diferença ainda é pequena, mas mostra uma tendência importante e que deve ser analisada. O tempo [de uso das redes] dá um parâmetro de como o brasileiro está migrando de forma consolidada para os meios de comunicação digitais”, avaliou o ministro da Secom, Thomas Traumann.
De acordo com a pesquisa, a internet é o terceiro meio de comunicação mais usado pelos brasileiros, atrás da TV e do rádio e à frente dos jornais e revistas. O levantamento, que ouviu 18 mil pessoas e traçou um perfil do consumo de informações nas diferentes mídias, apontou que 43% dos brasileiros usam a rede como meio de comunicação.
Entre os usuários da internet no Brasil, 76% acessam a rede todos os dias. O pico de uso é às 20h, tanto nos dias úteis quanto nos fins de semana. De acordo com a pesquisa, 67% acessam a rede em busca de informações ou notícias, mesmo percentual dos que dizem entrar na internet para buscar entretenimento (pergunta de múltiplas respostas).
Em relação ao grau de confiança no meio, 27% dizem confiar "sempre ou muitas vezes" nas notícias da internet, 58%, nos jornais e 54%, na televisão.
A pesquisa da Secom revela que uso da internet é mais influenciado pelas características sociodemográficas que os outros meios de comunicação. “Renda e escolaridade criam um hiato digital entre quem é um cidadão conectado e quem não é. Já os elementos geracionais ou etários mostram que os jovens são usuários mais intensos das novas mídias”, disse Traumann.
Entre os jovens com até 25 anos, 63% acessam a internet todos os dias. O percentual cai para 4% na faixa etária de 65 anos ou mais. No recorte por renda, a pesquisa constatou que entre os que têm renda familiar superior a cinco salários-mínimos, 76% acessam a internet pelo menos uma vez por semana. Por outro lado, entre os que têm renda familiar até um salário-mínimo por mês, 20% acessam a internet com a mesma frequência.
O grau de escolaridade também influencia a frequência de acesso à rede: apenas 8% dos entrevistados que estudaram até a 4ª série acessam a internet pelo menos uma vez por semana, percentual que aumenta para 87% entre os que têm ensino superior.
A Secom identificou baixo nível de participação dos internautas em consultas públicas, fóruns, enquetes e outros canais de participação promovidos pelo governo em plataformas online. “É baixo o contato direto entre o cidadão e governos ou instituições públicas. Apenas 25% dos usuários entraram em contato por e-mail, formulários eletrônicos, chats, redes sociais, fóruns de discussão ou de consultas públicas nos últimos 12 meses”, de acordo com o levantamento.
A pesquisa também constatou baixos percentuais de grau de conhecimento dos usuários da internet sobre as formas oficiais de comunicação do governo federal na web: o Portal Brasil, o site do Palácio do Planalto e o Blog do Planalto). Na pergunta estimulada, 77% dos entrevistados responderam que não conhecem o Portal Brasil “mesmo que só de ouvir falar” e 81% não conhecem o site do Palácio do Planalto. O Blog do Planalto é ainda mais desconhecido, com 85% de respostas negativas.
Segundo Traumann, o levantamento é a maior pesquisa de mercado sobre o tema e é importante para que o governo defina estratégias de comunicação e publicidade. "Temos obrigação legal e formal de usar os recursos da melhor forma, da forma mais eficiente, isso é fundamental para a nossa estratégia de comunicação", ponderou.

Depois de nota polêmica, FBC elogia Paulo Câmara

Poucos dias depois de lançar uma nota pública na qual criticava a postura do governador eleito Paulo Câmara (PSB) por não ter sido atendido para a indicação do secretariado, o senador eleito Fernando Bezerra Coelho (PSB) mudou de opinião e agora está enaltecendo a figura do seu correligionário. O texto foi lançado no mesmo momento em que o novo gestor anunciava a sua equipe de governo, na última segunda-feira (15). Nos bastidores, vários socialistas criticaram a postura do ex-ministro dizendo que ele queria “tirar os holofotes” do evento. Na ocasião, Câmara frisou que “quem escolhe a equipe é o governador”.

Paulo Câmara rebate denúncia contra Eduardo Campos Publicado por Daniel Leite, em 19.12.2014 às 15:28

Em conversa com os jornalistas, minutos antes do início da diplomação dos eleitos no Centro de Convenções, nesta sexta-feira (19), o governador eleito Paulo Câmara (PSB) comentou sobre a inclusão do nome do ex-governador Eduardo Campos (PSB) na lista de políticos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras.
“É uma citação sem provas e sem fatos. Eduardo foi um defensor das investigações do caso da Petrobras e foi um grande brasileiro que trabalhou com honestidade. Vamos mostrar que Eduardo Campos queria um Brasil melhor, que combateu a corrupção como poucos”, explicou Paulo Câmara.
A lista protocolada pela Operação Lava Jato, que relaciona 28 políticos envolvidos no esquema de corrupção, foi feita pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa. O documento vazou nesta quinta-feira (18) e inclui ministro e ex-ministros do governo Dilma Rousseff (PT), deputados, senadores, governador e ex-governadores.
Com informações de Carol Brito, da Folha de Pernambuco.

Aumenta número de cursos de medicina com avaliação insuficiente no País

MEDICINA
A porcentagem de cursos de medicina com conceito insuficiente, na avaliação do Ministério da Educação (MEC), aumentou no ano passado, comparada à divulgação anterior, feita em 2010. Em 2013, de acordo com dados divulgados na quinta-feira (18) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 17,5% tiveram conceito insuficiente, enquanto em 2010, a porcentagem era 13%. O conceito é o mais baixo no ranking estabelecido pela pesquisa e, caso o curso seja reprovado duas vezes seguidas, a instituição sofre punições que podem chegar à suspensão do vestibular.
Os dados fazem parte do Conceito Preliminar de Curso (CPC), que avalia o rendimento dos estudantes, a infraestrutura da instituição, a organização didático-pedagógica e o corpo docente. Em uma escala de 1 a 5 são considerados satisfatórios os cursos com conceito 3 ou mais.

Renata Campos diploma Paulo Câmara como governador eleito

paulocamara12
Foto: reprodução Facebook
Não poderia haver cena mais emblemática, após a morte prematura do ex-governador Eduardo Campos, em agosto passado. Renata Campos acaba de entregar o diploma do TRE empossando oficialmente Paulo Câmara como governador do Estado.
A viúva de Eduardo Campos foi ovacionada ao ter o nome anunciado, momentos antes, para compor a mesa de autoridades do TRE.
Ao chegar ao Centro de Convenções, em Olinda, para o evento de diplomação, Paulo Câmara disse que conversou com Dilma e explicou que não poderia ir para a posse da presidente porque a dele seria no mesmo horários, às 15h.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Acordo estabelece para Dilma salário menor que o dos deputados

Com reajuste, ainda a ser votado, salário de presidente vai para R$ 30,9 mil.
Pelo acordo, parlamentares, PGR e ministros do STF ganharão R$ 33 mil.                                                                             A Câmara dos Deputados firmou um acordo nesta terça-feira (16), após negociações com Executivo e Judiciário, para votar em plenário projetos que estabelecem, a partir de 2015, salários de R$ 30,9 mil para presidente da República e de R$ 33 mil para deputados federais, senadores, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e procurador-geral da República.

Atualmente, o presidente da República recebe o mesmo subsídio dos parlamentares (R$ 26,7 mil) e menos que ministros do STF, cuja remuneração é de R$ 29,4 mil.
Os reajustes salariais de ministros do STF e do procurador-geral da República estão previstos em dois projetos de lei que seguirão para sanção presidencial depois de aprovados por Câmara e Senado. Os aumentos para parlamentares, presidente da República e ministros de Estado estão em dois projetos de decreto legislativo que serão promulgados pelo presidente do Congresso depois de aprovados pelo Senado.

Aneel pode aplicar reajuste extraordinário nas contas de luz em 2015

Sem repasse do Tesouro, custo extra de R$ 3 bi deve ser repassado ao consumidor          A tarifa de energia do consumidor deve ter um custo extra de R$ 3 bilhões em 2015 devido às despesas que deixaram de ser pagas neste ano. O gasto diz respeito à conta que as distribuidoras terão que arcar em novembro e dezembro pela compra de energia no mercado de curto prazo. Esse gasto, somado ao aumento na tarifa de Itaipu, de 46,14%, pode levar a Aneel a avaliar a possibilidade de uma reajuste extraordinário nas contas de luz. Juntas, essas despesas devem ter um impacto de 7% nas tarifas.

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, confirmou que essa despesa deve ser repassada às tarifas no ano que vem, uma vez que não há indicativos de que o Tesouro Nacional vai cobrir esse gasto. "Vai entrar (na tarifa)" afirmou. Segundo ele, o valor ainda não foi fixado, mas é da ordem de R$ 3 bilhões. "À medida que não foram honrados todos os compromissos, isso entra como restos a pagar. A conta já nasce deficitária e, aí, claro, que entra na composição do valor a ser considerado em 2015."
Rufino explicou que o gasto com a compra de energia de novembro e dezembro deverá ser pago pelas distribuidoras em janeiro e fevereiro, respectivamente. Porém, as empresas serão ressarcidas apenas na data do reajuste tarifário anual, que varia entre fevereiro e dezembro. Por essa razão, algumas concessionárias podem ter que arcar com uma despesa muito alta no início do ano e somente receber o ressarcimento ao final de 2015.
Essa despesa, somada ao reajuste das tarifas de Itaipu, pode ensejar pedidos de revisão tarifária extraordinária por parte das companhias. "Pode ser que, dependendo do tamanho do impacto, as empresas não consigam administrar esse descasamento entre o custo e a receita", afirmou. "Isso vai ser analisado caso a caso. Temos distribuidoras com uma exposição maior, mas algumas não possuem cotas de Itaipu."